Serras do Marão Alvão
O conjunto das Serras do Marão - Alvão formam uma barreira natural entre o litoral e trás-os-montes. Os limites naturais a poente e nascente desta serra são os vales do rio Tamega e o do rio Corgo (eixo Vila Real - Vila Pouca de Aguiar). Da zona de Cabeceiras de Basto olhando para para sul e leste temos uma boa percepção do volume desta serra. Embora a altitude máxima não ultrapasse os 1300m, ela mantem cotas elevadas acima dos 1000m em grande parte da sua extensão. Tem a meu ver das mais bonitas paisagens de todas as serras do continente, pela sua grande variedade de situações geo-morfológicas, das quais a mais conhecida é a zona das fisgas do Ermelo. A norte fica limitada pelo Barroso e pela Serra da Cabreira, e a sul pelo Marão.
Clique nas zonas marcadas a vermelho para aceder aos respectivos mapas 3D de localização das panoramicas 360º geo-referenciadas. Disfrute das vistas, arrastando o rato por cima das panoramicas interactivas
Existe uma infinidade de caminhos municipais e estradas locais que cruzam estas serras, sendo que poderá gastar vários dias a percorre-los, e chegar ao fim e ainda faltar zonas e paisagens por explorar. A quantidade de pequenos rios e ribeiros encaixados na paisagem, e a diferença de cota entre as partes mais elevadas e as mais baixas torna as deslocações mais demoradas, e simultaneamente mais atractivas. A vista que se deslumbra dos pontos mais elevados compensa o desgaste para alcançar tais cumes. A arquitectura local é interessante, existindo ainda algumas aldeias ainda com a maioria das casas construidas com materiais naturais locais (xisto, colmo, pedra, madeira) como o caso de Olo e Ermelo. Mas existem mais, basta procurá-las.