Casa da Música - Sala Suggia - Auditório Principal
A Sala Suggia é o coração da Casa da Música, abrindo-se à comunicação visual com os restantes espaços públicos do edificio através de zonas envidraçadas. Na decoração interior prodominam os tons dourados e cinzas metálicos. As suas paredes foram cuidadosamente forradas com folhas de ouro, formando uma textura zebra, para correção da reverberação acústica (tempo de permanencia de um som dentro de um espaço). Os bancos foram revestidos com metal perfurado tendo no seu interior material absorvente de forma que cada cadeira funcione acusticamente de modo igual com pessoa ou vazia. Rem Koolhaas usa certos elementos da época do Barroco, utilizando a folha de ouro no revestimento das paredes, um falso orgão dourado, e a utilização dos painéis de Azulejo azul e branco na Sala VIP típico da primeira metade do séc XVIII quando a Holanda forneceu este tipo de paineis a Portugal.

A grande superficie vidrada,o que parecia um problema para a boa acústica da sala, acabou por resultar bem, contribuindo para a boa difusão da área vidrada de 23x14m na fachada Oeste, e 23x12m na fachada Este.

O vidro corrugado de 28mm de espessura e de 48cm de raio de curvatura foi ecolhido pelas suas características estruturais, Rem Koolhaas não queria estrutura de aluminio para os grandes vãos envidraçados.

Get Adobe Flash player